Os golpistas e seus seguidores entreguistas farão de tudo para queimar os petroleiros mobilizados em defesa do Brasil e contra a cambada entreguista acantonada no governo.

Pedro Parente, o entregador da Petrobras, foi defendido veementemente por Pedro Malan, Ministro da Fazenda do presidente entreguista Fernando Henrique Cardoso. Tanto o ex-presidente, como Malan são defensores incondicionais do entregador Parente, convocado pelo lesa pátria Michel Temer para fazer de tudo para que os acionistas estrangeiros da Petrobras tenham garantido os lucros na bolsa de Nova York.

 

Essa é a realidade que boa parte dos brasileiros e brasileiras que já entendem perfeitamente o que está ocorrendo. Por isso os petroleiros iniciam uma greve de 72 horas em defesa da Petrobras e contra a indecente entrega por parte do governo Temer com o apoio total e absoluto da patota do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira), cujo pré-candidato, Geraldo Alckmin, já se manifestou a favor de privatizar o que resta de estatais no Brasil.

 

Como FHC e seus seguidores não conseguiram privatizar a Petrobras, exatamente pela resistência dos petroleiros, a patota defensora incondicional da jogada atual de Parente decidiu mostrar a cara e defender enfaticamente a política nefasta adotada pelo governo golpista de entrega de mão beijada da estatal petrolífera.

 

Malan, FHC e Parente são farinha do mesmo saco entreguista que vão continuar tentando liquidar a estatal e privatizá-la. O trio entreguista e pernicioso aos interesses do povo brasileiro não sossegará enquanto não conseguir o objetivo.

 

Por essas e outras, é fundamental apoiar a mobilização dos petroleiros que estão denunciando a política adotada por Pedro Parente e seus seguidores na mídia comercial. Não é à toa que colunistas de sempre estão sendo acionados para defender a política colocada em prática pelo atual governo lesa pátria, que tem no momento como porta-vozes figuras como Carlos Marun, o mesmo que defendia o meliante Eduardo Cunha, o ex-comunista e hoje mais realista do que o próprio rei, Raul Jungmann, Eliseu Padilha e ainda o general Sérgio Etchegoyen. O referido quarteto dá bem a ideia de como o Brasil está mal e já no abismo.

 

Podem estar certos de uma coisa, os golpistas e seus seguidores entreguistas farão de tudo para queimar os petroleiros que estão mobilizados em defesa do Brasil e contra a cambada entreguista acantonada no governo de Michel Temer.

 

É por demais lamentável ver o Brasil se desintegrando sob a responsabilidade de um governo golpista que insiste em levar adiante um projeto que prevê a submissão total aos grupos econômicos nacionais e internacionais em detrimento da maioria da população brasileira.

 

E prestem muita atenção, porque os colunistas com espaço garantido na mídia comercial continuarão sendo acionados para defender o que vem sendo feito pela patota do MDB-PSDB contra a estatal criada por Getúlio Vargas. O Globo, Estadão e etc que o digam.

 

Por isso, todo apoio a iniciativa patriótica dos petroleiros de denunciar para o povo a pouca vergonha levada adiante por Pedro Parente, agora com o apoio de Malan e demais seguidores e apoiadores do chefão entreguista Fernando Henrique Cardoso, que também tem espaço garantido na mídia comercial.

 

 

30 de Maio de 2018

 

https://www.brasildefato.com.br/2018/05/30/seguidores-de-fhc-agora-saem-em-defesa-da-politica-nefasta-do-entreguista-parente/